Ir para o conteúdo principal
Representação em Portugal
Notícia21 de abril de 2022Representação em Portugal

Nomeados os finalistas da 5ª edição do Prémio de Jornalismo «Fernando de Sousa»

Prémio Jornalismo «Fernando de Sousa»

Foram nomeados os 18 finalistas da quinta edição do Prémio de Jornalismo «Fernando de Sousa» organizado pela Representação da Comissão Europeia em Portugal. Este ano foi apresentado um total de 63 candidaturas de jornalistas e estudantes de todo o país, numa diversidade de temas e formatos. Os vencedores serão anunciados na cerimónia de entrega do Prémio que ocorrerá a 9 de maio de 2022, incluída nas comemorações do Dia da Europa, em Évora.

Do total de candidaturas, 12 foram recebidas na categoria «Estudante», 18 na categoria «Regional» e 33 na categoria «Nacional». Os temas das peças apresentadas a concurso foram bastante diferenciados e refletem o ano de 2021 abrangido por esta edição, incluindo: impacto e respostas à pandemia criada pelo coronavírus, aumento de movimentos populistas e de extrema-direita, partidos políticos portugueses, sustentabilidade, energia, agricultura, integração de migrantes e refugiados, proteção de direitos fundamentais, políticas sociais, desmitificação da deficiência, empreendedorismo, Brexit, cultura e desinformação.

Este Prémio, promovido pela Representação da Comissão Europeia em Portugal no âmbito do respeito pela liberdade e o pluralismo da comunicação social, é atribuído a jornalistas e a estudantes do ensino superior de cursos de jornalismo ou comunicação social que tenham contribuído de forma notável para clarificar questões importantes a nível europeu ou que tenham promovido um melhor conhecimento das instituições ou políticas da União Europeia em Portugal. Serve, ainda, para homenagear o jornalista Fernando de Sousa (1949-2014), protagonista de uma longa e marcante carreira dedicada aos assuntos europeus.

Acompanhe as novidades sobre o Prémio de Jornalismo Fernando de Sousa nas contas da Representação da Comissão Europeia em Portugal no Twitter, Facebook e Instagram com o marcador #PrémioFernandodeSousa e na página dedicada.

 

Finalistas nomeados da quinta edição do Prémio de Jornalismo «Fernando de Sousa»

Apresentados por ordem alfabética do nome da peça.

Categoria «Estudante»:

«Deficiência no curriculum vitae: as desigualdades no acesso ao emprego»

Autoria: Ana Correia e Daniel Silva / #dacomunicação

Estudantes de Comunicação Social, Escola Superior de Educação de Viseu - Instituto Politécnico de Viseu

Professora responsável: Joana Martins

Sinopse: Falar de deficiência é fácil. O difícil é falar com respeito e mostrar que muita coisa está errada. Saber que a Mariana tem emprego, mas é olhada como pessoa com regalias; saber que o Tiago quer trabalhar, mas não o deixam; saber que a Isabel entrou agora no mercado de trabalho, algo que desde pequena entendia como impossível e saber que a Alias prefere ficar em casa pela falta de acessibilidade. E o papel do jornalismo também é esse, certo? Contar histórias e fazer pensar. É o que queremos com esta reportagem: fazer pensar e caminhar para a mudança.

 

«Europa: o porto seguro?»

Autoria: Beatriz Leite, Isabel de Moura e Renata Rodrigues / Narrativas Jornalísticas

Estudantes de Ciências da Comunicação - Informação e Jornalismo, Universidade do Minho, Braga

Professor responsável: Ricardo Alexandre

Sinopse: Nadège e Franck são os protagonistas desta reportagem. Arriscaram a vida nas águas do Mediterrâneo, com o filho bebé, na tentativa de chegarem à Europa... Uma longa história com rostos e nomes, porque estamos a lidar com vidas e sonhos, não com números. E porque ainda precisamos de acreditar na bondade das pessoas, demos conta do trabalho do Colégio Luso Internacional de Braga (CLIB) em torno de famílias como esta, e de depoimentos de quem acolhe. Uma reportagem obrigatória para reflexões mais esclarecidas.

 

«O combate europeu ao frio que nos desune»

Autoria: Maria Nunes, Bianca Gregório, Inês Sousa e Talismã Xavier / Website da entidade de ensino e P3

Estudantes de Comunicação e Jornalismo, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa

Professora responsável: Carla Rodrigues Cardoso

Sinopse: Reportagem multimédia que visa retratar diferentes realidades da União Europeia relativamente ao conforto nas habitações e a sua eficiência energética. Mostra como vivem seis famílias, três em zonas rurais e três em áreas urbanas, de três Estados-Membros da UE. Selecionámos Portugal (um dos piores países no índice de conforto energético), Espanha (representa a média europeia) e Suécia (tem dos índices mais elevados de conforto energético) e incluem-se ainda entrevistas com uma variedade de especialistas e de decisores políticos, a nível português e europeu.

 

«Porque escasseiam as vacinas?»

Autoria: Miguel Ribeiro / JornalismoPortoNet - JPN

Estudante de Ciências da Comunicação - Jornalismo, Universidade do Porto

Professora responsável: Filipa Silva

Sinopse: A passagem de 2020 para 2021 marcou o arranque da vacinação para a Covid-19 na maioria dos países europeus, um processo rodeado de grandes expectativas. A UE tinha alcançado um assinalável êxito com a aquisição em bloco das vacinas, mas subsistiam algumas incertezas como a escassez de matérias-primas, a disputa de stocks pelas grandes potências internacionais e acertos técnicos ao processo produtivo. Este trabalho surgiu para informar, em particular a comunidade académica, das razões do ritmo lento de distribuição das vacinas, ouvindo para o efeito diversos especialistas.

 

«Um bar chamado Europa»

Autoria: Diana Gomes e Adriana Alves / REC

Estudantes de Jornalismo, Escola Superior de Comunicação Social - Instituto Politécnico de Lisboa

Professora responsável: Teresa Abecasis

Sinopse: Nascido nos anos 70, numa altura em que Portugal dava os primeiros passos na democracia e abria os olhos para o mundo, o Bar Europa, em tempos um espaço de marinheiros e prostitutas, é hoje o ponto de encontro de um público heterogéneo e multicultural. Para Vítor, Pedro, Mia, Afonso e Tassos, o Bar Europa é um espaço de união. Será que olham para a União Europeia da mesma forma?

 

«Viralizar a verdade: o desafio do século XXI»

Autoria: Beatriz Pereira e André Moreno / REC

Estudantes de Ciências da Comunicação, Universidade Autónoma de Lisboa

Professor responsável: Miguel Van-der-Kellen

Sinopse: Se, pelo ditado, uma mentira repetida mil vezes se torna verdade, nas democracias a mentira é sinal de perigo. Com o poder de denegrir e pôr em causa a vida dos cidadãos e das sociedades, lutar contra as «fake news» e a desinformação tem sido, cada vez mais, uma prioridade da União Europeia, que tem apostado em ferramentas na construção do muro da verdade.

 

Categoria «Regional»:

«A agricultura é «um setor sexy para trabalhar e para investir no Algarve»

Autoria: Hugo Rodrigues / Sul Informação

Sinopse: Uma das ideias que é repetida recorrentemente é a de que a entrada de Portugal para a União Europeia «matou» a agricultura portuguesa. Mas será que isso é mesmo verdade? Não terá havido, antes, uma reinvenção, para melhor, do setor? Foi com estas questões em mente que o Sul Informação foi para o terreno falar com empresários, responsáveis por entidades públicas e cientistas. Contam a necessidade de adaptação a um mercado aberto, mais competitivo, que foi conseguida por muitos agricultores portugueses graças aos fundos europeus.

 

«A Europa Somos Nós»

Autoria: Patrícia Duarte e Carlos S. Almeida / Região de Leiria

Sinopse: Com a Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, os temas europeus ganharam oportunidade e espaço para serem aprofundados. Conscientes do papel de um jornal regional, publicámos, ao longo de cinco semanas, sob o tema «A Europa somos nós», várias reportagens, entrevistas e artigos de análise. Destacámos a dimensão cultural e social do ecossistema europeu; os fundos europeus e as oportunidades que criaram; a experiência de vida dos programas Erasmus+; as oportunidades de emprego nas instituições europeias e os mitos sobre a Europa.

 

«Alunos da Escola José Sanches explicam o que é a bazuca europeia»

Autoria: Lídia Barata e José Furtado / Jornal Reconquista

Sinopse: O Plano de Recuperação e Resiliência, conhecido como «bazuca», tem sido notícia nos últimos meses, mas quantos de nós sabemos o que é realmente? Os alunos da Escola José Sanches, de Alcains, respondem a muitas dessas dúvidas, numa parceria entre o Reconquista e o Agrupamento de Escolas José Sanches e São Vicente da Beira.

 

«Este mar que a UE nos deu»

Autoria: Afonso Ré Lau e Maria José Santana / Aveiro Mag

Sinopse: Numa altura em que os holofotes começam a virar-se para o novo fundo europeu dos assuntos marítimos e da pesca, é tempo de fazer balanços ao anterior fundo e aos investimentos que ele ajudou a concretizar. A Aveiro Mag foi ao encontro de investigadores, empresários, dirigentes associativos e autarcas da região, de forma a dar a conhecer alguns dos projetos financiados e esclarecendo os leitores quanto às oportunidades que a União Europeia tem trazido à economia do mar na região.

 

«Filhos de um deus menor encontram futuro na formação profissional»

Autoria: Paulo Leitão / Centro TV

Sinopse: A associação ARCIAL trabalha com jovens e adultos com problemas de deficiência desde 1980 e tem apostado na criação de cursos profissionais para os habilitar com ferramentas para enfrentar o mundo do trabalho. A ARCIAL intervém ativamente na comunidade, permitindo a reabilitação do indivíduo através da integração social, ocupacional, formativa e profissional, promovendo a cidadania e o bem-estar. Fomos conhecer a realidade destes cursos e depois a integração dos formandos na realidade do dia a dia profissional.

 

«Uma região nos carris dos fundos europeus»  

Autoria: Joaquim Paulo / Gazeta das Caldas

Sinopse: Reportagem alargada (9 páginas) sobre os impactos dos fundos europeus na economia do Oeste desde a adesão à CEE, nomeadamente da «bazuca», fazendo a ligação ao investimento em curso na ferrovia (eletrificação da Linha do Oeste e o Ano Europeu do Transporte Ferroviário) e à mobilidade das populações da região.

 

Categoria «Nacional»:

«A Chanceler»

Autoria: João Nuno Assunção, João Venda, Tomás Pires e Marta Coelho / SIC

Sinopse: Da infância sombria na Alemanha de Leste aos primeiros passos na política, a SIC seguiu o percurso de Angela Merkel. Numa Grande Reportagem de dois episódios, revelamos a história surpreendente da antiga cientista que se torna a primeira mulher Chanceler da Alemanha. Em exclusivo, as fotografias inéditas da infância, os relatos de amigos e de antigos professores, o legado de uma europeísta convicta que se transformou numa das mais influentes líderes políticas do mundo. Um percurso pessoal que retrata muito do recente caminho da própria União Europeia.

 

«A Leste da Democracia»

Autoria: Ana França / Revista E - Jornal Expresso

Sinopse: Como se perde uma democracia? É uma coisa imensa, mas não se vê; é uma voz coletiva que não se ouve; é um tesouro, mas não a podemos proteger; só funciona se lhe dermos uso. Este trabalho quis tirar uma fotografia dos primeiros estágios de evolução de uma doença crónica, não aguda, dos primeiros momentos de ação do veneno antes de destruir totalmente um corpo. Na Hungria e na Polónia a democracia existe. Por onde se começa quando se quer esbater as liberdades das minorias? Como é que um partido faz da Justiça um luxo em vez de um direito de todos? A imprensa que informa apenas os cidadãos das cidades, pode dizer-se que está livre?

 

«Cinco dias de viagem no mais europeu dos comboios»

Autoria: Ruben Martins, Carlos Cipriano e Diogo Ferreira Nunes / Público

Sinopse: Um comboio (que na realidade são três) ligou a Europa sobre carris no Ano Europeu do Transporte Ferroviário. Neste trabalho, contamos o dia a dia de uma viagem, através do relato a bordo do Connecting Europe Express, num trabalho que inclui também podcasts gravados no comboio e fotografias de cada um dos maquinistas desta operação. Este foi um projeto da Direção-Geral da Mobilidade e dos Transportes da Comissão Europeia que mostrou o potencial da ferrovia, mas também as suas falhas numa Europa que se quer sem fronteiras ou barreiras internas.

 

«Comissão Europeia propõe quatro níveis de risco para a inteligência artificial»

Autoria: Karla Pequenino / Público

Sinopse: Esta peça explica a proposta de legislação da Comissão Europeia para regular a inteligência artificial com base no risco. Programas que manipulam o comportamento humano devem ser barrados; e sistemas em áreas de alto risco (como a saúde e a educação) têm de respeitar regras rígidas.

 

«Europa hoje»

Autoria: Sandra Sousa e Ana Isabel Xavier / RTP2

Sinopse: Rubrica semanal, com emissão ininterrupta em sinal aberto, no Jornal 2 da RTP2, sobre os temas europeus que marcaram a semana. Análise das grandes iniciativas da União Europeia pouco mediatizadas pelos noticiários generalistas. A conversa com Ana Isabel Xavier é acompanhada por imagens dos protagonistas e momentos da semana, bem como gráficos e mapas ilustrativos dos temas em análise. Destacaram-se efemérides, a frase e figura da semana e principais concretizações da Presidência portuguesa da União Europeia.

 

«O Que Ficará dos Fundos Europeus»

Autoria: Anabela Almeida / RTP1

Sinopse: Desde que aderiu à então CEE, em 1986, Portugal recebeu mais de 120 mil milhões de euros em fundos comunitários. Ao longo de 35 anos, estas verbas foram decisivas para a modernização e desenvolvimento do país e para a melhoria das condições de vida dos portugueses. De Norte a Sul, do continente às ilhas, trazemos exemplos de como eles contribuem para um Portugal inovador. Mas vamos também ao encontro de casos menos positivos, das lições que ficaram e de como elas são essenciais para o futuro. Até ao final desta década vamos receber praticamente metade das verbas que chegaram ao longo de 35 anos. Saberemos aplicá-las?

 

Contexto:

No âmbito do respeito pela liberdade e pelo pluralismo da comunicação social, a Representação da Comissão Europeia em Portugal lançou o Prémio de Jornalismo «Fernando de Sousa» que foi atribuído pela primeira vez a 9 de maio de 2017, Dia da Europa.

A apresentação de candidaturas para esta quarta edição decorreu entre 1 de dezembro de 2021 e 9 de janeiro de 2022 para trabalhos publicados ou difundidos entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2021, desenvolvidos nas áreas de imprensa escrita, rádio, televisão e Internet em três categorias:

- Categoria «Estudante»: um prémio atribuído a um trabalho produzido por um estudante do ensino superior de jornalismo ou de comunicação, ou por uma equipa de estudantes do ensino superior de jornalismo ou de comunicação.

 

- Categoria «Jornalista – Media Regional»: um prémio atribuído a um trabalho produzido por um jornalista detentor de carteira profissional, ou por uma equipa da qual conste um jornalista detentor de carteira profissional, e que seja publicado/difundido num meio ou órgão de comunicação social de âmbito regional ou local.

 

- Categoria «Jornalista – Media Nacional»: um prémio atribuído a um trabalho produzido por um jornalista detentor de carteira profissional, ou por uma equipa da qual conste um jornalista detentor de carteira profissional, e que seja publicado/difundido num meio ou órgão de comunicação social de âmbito nacional.

 

Os trabalhos são avaliados tendo em conta os seguintes critérios, com igual peso na ponderação final:

  • atualidade e pertinência do trabalho jornalístico;
  • contribuição para a informação do público sobre políticas europeias, sendo explícito na peça o ângulo europeu;
  • clareza e relevância da mensagem transmitida e qualidade do trabalho jornalístico;
  • criatividade na escolha do tema e abordagem.

 

Prémios:

  • Categoria «Estudante»: um prémio pecuniário de 1 000 (mil euros);
  • Categoria «Jornalista – Media Regional»: um prémio pecuniário de 5 000 (cinco mil) euros;
  • Categoria «Jornalista – Media Nacional»: um prémio pecuniário de 5 000 (cinco mil) euros.

Composição dos júris:

Júri de Pré-Seleção:

  • Elementos da academia ou entidades externas relacionadas com o ensino de jornalismo ou com comunicação sobre a União Europeia: Filomena António (Centro de Informação Europeia Jacques Delors – CIEJD), Luís Bonixe (Repórteres em Construção – REC)
  • Elementos da Comissão Europeia: António Vicente, Daniel Rosário, Manuel Romano, Sofia Alves

Júri de Seleção:

  • A Representante da Comissão Europeia em Portugal, que preside ao júri: Sofia Moreira de Sousa
  • Um elemento da Comissão Europeia com responsabilidades na área da comunicação ou relações com a imprensa: Telmo Baltazar
  • Três representantes da classe profissional dos jornalistas em Portugal:
    • Casa da Imprensa: Goulart Machado
    • Clube de jornalistas: Rui Cardoso
    • Sindicato dos Jornalistas: Luís Filipe Simões

Informação detalhada

Data de publicação
21 de abril de 2022
Autor/Autora
Representação em Portugal