Ir para o conteúdo principal
Representação em Portugal
Notícia14 de junho de 2023Representação em Portugal

Quatro projetos portugueses entre os vencedores dos Prémios Europeus do Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2023

Prémios Europa Nostra / heritage awards 2023
Europa Nostra

A Comissão Europeia e a Europa Nostra, representada em Portugal pelo Centro Nacional de Cultura, anunciam os vencedores da edição de 2023 dos Prémios Europeus do Património Cultural / Prémios Europa Nostra. Este ano, 30 projetos de 21 países europeus foram distinguidos com este prestigiado galardão (ver abaixo a lista de laureados).

 

Entre os vencedores deste ano estão quatro extraordinários projetos portugueses:

Tetos Mudéjares da Sé Catedral do Funchal, Madeira

O restauro destes raros tetos de estilo mudéjar, com 1500 m2, foi realizado com base nas melhores práticas de conservação da madeira e envolveu uma equipa interdisciplinar de profissionais de topo de várias nacionalidades.

Salvaguarda da Técnica de Pesca Artesanal “Arte-Xávega”

Através da transferência de conhecimento e sabe-fazer, este projeto de investigação dá a conhecer práticas exemplares de salvaguarda da “Arte-Xávega”, um dos últimos exemplos de pesca artesanal e sustentável na União Europeia.

Projeto ALMADA, Lisboa

Este projeto multidisciplinar utiliza a investigação científica para apresentar a arte mural de Almada Negreiros numa nova perspetiva. O seu alcance junto de diversas comunidades é exemplar.


Cláudio Torres

Há mais de 40 anos que o arqueólogo Cláudio Torres e o centro de investigação que criou em Mértola desempenham um papel fundamental na valorização e conservação do património islâmico em Portugal.

 

Os 30 vencedores dos Prémios foram selecionados por um Júri composto por peritos em património oriundos de toda a Europa, após uma avaliação feita por Comités de Seleção responsáveis ​​pela análise das candidaturas submetidas, tanto por organizações como por pessoas a título individual,  de 35 países europeus.

Reagindo ao anúncio dos vencedores de 2023, Margaritis Schinas, Vice-Presidente da Comissão Europeia para a Promoção do Modo de Vida Europeu, atualmente responsável pela Cultura, afirmou: “Os vencedores deste ano  dos Prémios Europeus do Património / Prémios Europa Nostra são o resultado de competências e compromissos extraordinários, individuais e coletivos, que abrangem tradições e sítios patrimoniais em toda a Europa. Ao homenagear estas realizações excepcionais, reiteramos também o nosso firme compromisso de proteger e promover o nosso património cultural comum, que é essencial para o nosso sentido de união enquanto cidadãos e comunidades da Europa.”

Cecilia Bartoli, cantora lírica de renome mundial e presidente da Europa Nostra, declarou:
“Felicito calorosamente os vencedores deste ano dos Prémios Europeus do Património / Prémios Europa Nostra pelo merecido reconhecimento. São exemplos inspiradores que contribuem verdadeiramente para a construção de uma Europa mais bonita, sustentável e inclusiva. As suas histórias de sucesso demonstram como a adversidade pode ser superada através do conhecimento, da dedicação, da criatividade e da inovação. Estou ansiosa por conhecê-los pessoalmente e celebrar todos os vencedores na Cerimónia Europeia de Entrega dos Prémios, na nossa amada cidade de Veneza, Património Mundial da UNESCO”.

Os vencedores serão homenageados na Cerimónia Europeia de Entrega dos Prémios, que terá lugar no dia 28 de setembro, no Palazzo del Cinema, em Veneza. Este evento contará com a presença de Cecilia Bartoli, Presidente da Europa Nostra. Margaritis Schinas, Vice-Presidente da Comissão Europeia, também deverá estar presente neste importante evento. Durante a cerimónia, serão anunciados os vencedores do Grande Prémio e do Prémio “Escolha do Público”, escolhido entre os premiados deste ano, que terão direito a receber 10.000 € cada. A cerimónia será um dos pontos altos da Cimeira Europeia do Património Cultural 2023, organizada pela Europa Nostra com o apoio da Comissão Europeia, que irá decorrer entre 27 e 30 de setembro em Veneza.

Os apoiantes e entusiastas do património são agora encorajados a descobrir os projetos vencedores e a votar online para decidir quem vai ganhar o Prémio “Escolha do Público”, com direito a receber um prémio monetário de 10.000 €.

 

Da Noruega a Portugal, da França à Ucrânia: estes são os vencedores dos Prémios Europeus do Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2023


Conservação e adaptação a novos usos

Cervejaria a vapor, Lobeč, CHÉQUIA
Durante mais de 15 anos, os arquitetos Jana e Pavel Prouza trabalharam para fazer renascer esta cervejaria fundada em 1586. Desde a sua reabertura, oferece uma mistura de atividades culturais e empresariais que garantem a sua sustentabilidade.

Friluftsskolen”: escola ao ar livre em Copenhagen, DENMARK
Esta obra-prima do funcionalismo, projetada pelo arquiteto Kaj Gottlob e construída em 1938, demonstra como a arquitetura pode contribuir para a saúde e para o bem-estar. O seu restauro serve de modelo para outras escolas na Europa.

Hôtel de la Marine, Paris, FRANÇA
Um projeto extenso e de alta qualidade trouxe este edifício de meados do século XVIII, situado na Place de la Concorde em Paris, de volta ao seu esplendor original, criando um novo centro cultural. Este projeto de restauro também se destaca pelo modelo de financiamento inovador.

Jardins Reais de Veneza, ITÁLIA
Após complexas obras de renovação, estes jardins abandonados da era napoleónica ganharam uma nova vida e a sua ligação arquitetónica com a Praça de São Marcos foi restabelecida. Hoje são um belo oásis ecologicamente sustentável que pode ser apreciado por todos.

Museu de Arquitetura Urbana em madeira, Vilnius, LITUÂNIA
Este edifício de madeira do século XIX foi restaurado usando competências artesanais de grande qualidade e técnicas autênticas. Abriga agora um museu e um centro comunitário, servindo de exemplo para outros edifícios semelhantes em Vilnius e não só.

Retábulo de Wit Stwosz na Basílica de Santa Maria em Cracóvia, POLÓNIA
O retábulo esculpido entre 1477 e 1489 por Wit Stwosz, conhecido escultor alemão, que se mudou de Nuremberga para Cracóvia, é amplamente considerado como uma obra-prima da arte gótica. O seu restauro meticuloso, baseado numa pesquisa minuciosa, foi realizado in situ durante mais de 1.000 dias e envolveu uma equipa de profissionais de topo de toda a Europa.

Tectos Mudéjares da Catedral do Funchal, Madeira, PORTUGAL
O restauro destes raros tetos de estilo mudéjar, com 1500 m2, foi realizado com base nas melhores práticas de conservação da madeira e envolveu uma equipa interdisciplinar de profissionais de topo de várias nacionalidades.

Ponte sobre o rio Deba, Guipúscoa, ESPANHA
A notável reabilitação desta ponte de pedra do século XIX, um exemplo requintado de engenharia civil, exigiu uma extensa pesquisa histórica de materiais e técnicas esquecidas e beneficiou de uma cooperação técnica interdisciplinar.

Ruínas do Mosteiro de São Pedro de Eslonza, Gradefes, ESPANHA
As ruínas deste mosteiro do século XVI sofreram uma intervenção que incluiu investigação arqueológica, consolidação e reabilitação para visitas turísticas. A sua sustentabilidade técnica, económica e social é louvável.

 

Pesquisa 

Estudos Científico-Arqueológicos para a Preservação de Ererouyk, ARMÉNIA/FRANÇA
O Complexo Cristão Primitivo e Medieval de Ererouyk foi estudado através de uma abordagem científica, multidisciplinar e ambientalmente progressiva entre 2009 e 2021 por especialistas de várias nacionalidades.

Arquitetura Proto-Industrial do Veneto na Era de Palladio, ITÁLIA
Este estudo de três anos do património proto-industrial da região de Veneto não tem precedentes nos contextos italiano e europeu. Fornece informações sobre a história da inovação e da transferência de conhecimento a nível europeu, com foco nos benefícios da energia hidráulica.

Salvaguarda da Técnica Artesanal de Pesca “Arte-Xávega”, PORTUGAL
Através da transferência de conhecimento e saber-fazer, este projeto de investigação dá a conhecer práticas exemplares de salvaguarda da “Arte-Xávega”, um dos últimos exemplos de pesca artesanal e sustentável na União Europeia.

 

Educação, formação e competências

MADE IN: Narrativas de Artesanato e Design, ÁUSTRIA/CROÁCIA/ESLOVÉNIA/SÉRVIA
Esta plataforma europeia reúne designers, investigadores e curadores dedicados a explorar o património através da produção contemporânea. Promove o papel inestimável do artesanato na formação de identidades locais e na garantia da sustentabilidade das comunidades.

ACTA VISTA, Marselha, FRANÇA 
Desde a sua criação em 2002, esta associação tem desenvolvido projetos de formação em património, envolvendo 5.000 indivíduos que se encontravam à margem do mercado de trabalho. A sua abordagem inovadora, que combina formação para cidadãos vulneráveis, apoio social e uma dimensão cultural acessível a todos, não tem paralelo na Europa.

Carpinteiros sem Fronteiras, Paris, FRANÇA
Desde 1992, os Carpinteiros sem Fronteiras promovem um movimento de profissionais de carpintaria de madeira que oferece os seus conhecimentos e saber-fazer à escala internacional. Um projeto inovador que mostrou a sua capacidade de reconstruir a estrutura da Catedral de Nôtre-Dame, devastada pelo fogo, usando materiais e técnicas que remontam ao século XIII.

Centros Nacionais de Restauro de Embarcações Históricas, NORUEGA
Estes centros realizam um trabalho significativo para a preservação das competências relacionadas com a construção e reparação de navios históricos, um elemento importante do rico património marítimo da Noruega. Esta iniciativa destaca-se pela sua abordagem abrangente,  constituindo um exemplo impressionante para outros países da Europa e não só.

Desbravadores das Águas, Danúbio Delta, ROMÉNIA
Este projeto desenvolve-se em aldeias, situadas ao longo do Danúbio, com acesso limitado a atividades culturais, usando a canoa tradicional (lotca) como meio de promover o valor do património local e a aquisição de novas competências para as crianças.

 

Envolvimento e sensibilização dos cidadãos

Village Square Meer, Antuérpia, BÉLGICA
Esta notável iniciativa desenvolvida por cidadãos deu uma nova vida a um convento histórico na pequena aldeia de Meer, criando um novo centro de atividades culturais. É um sólido exemplo de como o património pode servir como força de ligação dentro de uma comunidade.

Budapest100, HUNGRIA
Este festival anual de fim-de-semana celebra o património construído da cidade de Budapeste, Património Mundial, mostrando o valor intrínseco de cada casa. Através de visitas guiadas e exposições envolventes, visitantes e moradores partilham histórias, conhecimentos e experiências, promovendo ligações e o entendimento mútuo.

Museu de Literatura da Irlanda (MoLI), Dublin, IRELAND
O Museu de Literatura da Irlanda celebra o património literário do país e inspira as gerações futuras a envolverem-se com a arte de escrever e ler. A sua abordagem participativa tem como objetivo desconstruir as perceções elitistas da literatura.

Open for You, ITALY
Esta excelente iniciativa abriu mais de 80 sítios em 35 cidades de toda a Itália que, de outra forma, estariam fechados ao público. O segredo do seu sucesso reside na forte dedicação de uma grande rede de mais de 1.600 voluntários.

Projeto ALMADA, Lisboa, PORTUGAL
Este projeto multidisciplinar utiliza a investigação científica para apresentar a arte mural de Almada Negreiros, sob uma nova perspetiva. O seu alcance junto de diversas comunidades é exemplar.

Via Transilvanica, ROMÉNIA
Com 1.400 km, a Via Transilvanica é o trilho de caminhada mais longo da Roménia, fazendo a ligação entre 12 sítios do Património Mundial da UNESCO. É uma ligação essencial entre as comunidades locais e diversas vertentes do património, abrangendo tanto o património construído quanto o natural e o imaterial.

Un-archiving Post-industry, UCRÂNIA
Este inteligente e multifacetado projeto, preserva digitalmente coleções de património industrial ameaçadas no leste da Ucrânia. O projeto promove o envolvimento nesse património entre as comunidades locais na Ucrânia e no Reino Unido.

 

Campeões do Património

Hambis Tsangaris, CHIPRE
Hambis Tsangaris é notável pelas suas conquistas na promoção da união e da compreensão entre comunidades e culturas em Chipre, através do seu trabalho com gravura.

Sergio Ragni, ITÁLIA
Os notáveis ​​esforços do musicólogo Sergio Ragni, levados a cabo durante mais de 60 anos, trouxeram um enorme conhecimento sobre a vida e o significado cultural de um dos compositores mais influentes da Europa, Gioachino Rossini.

Cláudio Torres, PORTUGAL
Há mais de 40 anos que o arqueólogo Cláudio Torres e o centro de investigação que criou em Mértola desempenham um papel fundamental na valorização e conservação do património islâmico em Portugal.

Salvar o Património Cultural Ukrainiano Online (SUCHO), UCRÂNIA/PROJETO INTERNATIONAL
Nos primeiros meses da guerra na Ucrânia, a rede de voluntários a nível mundial SUCHO, arquivou mais de 50 TB de dados de instituições culturais ucranianas. A sua rápida resposta é um exemplo impressionante do poder da ação coletiva numa situação de crise.

 

Prémios Europa Nostra 2023 para projetos no Reino Unido

Este ano, os Prémios Europa Nostra vão para dois projetos patrimoniais notáveis ​​de um país europeu que não faz parte do programa Europa Criativa da UE.

Piscinas de Cleveland, Bath, REINO UNIDO (Conservação e Adaptação a novos usos)
Promovido pela comunidade local, o projeto de restauro destas piscinas ao ar livre do século XIX usou energia verde e uma abordagem holística para restabelecer a função original do local, adaptando-o aos padrões do século XXI.

MINIARE: Arte e Ciência do Património Manuscrito, Cambridge, REINO UNIDO (Pesquisa)
Este projeto de pesquisa (2012-2022) revolucionou a compreensão da iluminura dos manuscritos na Europa da Idade Média. Ao utilizar tecnologias de ponta não invasivas, o projeto MINIARE identificou materiais e técnicas de artistas, oferecendo percepções dos contextos culturais, políticos e socioeconómicos como nunca antes.

 

Duas décadas a demonstrar a excelência na área do património na Europa

Os Prémios Europeus do Património Cultural / Prémios Europa Nostra foram lançados pela Comissão Europeia em 2002 e têm sido geridos pela Europa Nostra desde então. Durante 21 anos, os Prémios têm sido uma ferramenta fundamental para promover os múltiplos valores do património cultural e natural para a sociedade, a economia e o ambiente da Europa.
Os Prémios destacam e divulgam a excelência do património e as melhores práticas, incentivam o intercâmbio transfronteiriço de conhecimentos e conetam os atores do património através de redes mais amplas. Os Prémios trazem grandes benefícios aos vencedores, tais como uma maior exposição (inter)nacional, financiamento subsequente e um maior número de visitantes. Além disso, promovem um maior cuidado com o património entre os cidadãos europeus. Para mais factos e números sobre os Prémios, visite o site oficial.

Já se encontra aberto o concurso para os Prémios Europeus do Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2024. As candidaturas podem ser submetidas online através de www.europeanheritageawards.eu/apply. Submeta a sua candidatura e partilhe o seu conhecimento!

 


Sobre a Europa Nostra

A Europa Nostra é a voz da sociedade civil empenhada na salvaguarda e promoção do património cultural e natural da Europa. É a federação pan-europeia de organizações não-governamentais do património, sendo apoiada por uma ampla rede de entidades públicas, empresas privadas e indivíduos. Abrangendo mais de 40 países na Europa, a Europa Nostra é reconhecida como a mais representativa organização do património na Europa, colaborando com a União Europeia, o Conselho da Europa, a UNESCO e outros organismos internacionais. Fundada em 1963, a Europa Nostra celebra este ano o seu 60º aniversário. Em Portugal é representada pelo Centro Nacional de Cultura.


A Europa Nostra faz campanhas para salvar os monumentos, sítios e paisagens ameaçados da Europa, em particular através do Programa “Os 7 mais ameaçados”. Celebra e divulga a excelência através dos Prémios Europeus do Património Cultural / Prémios Europa Nostra. A Europa Nostra contribui ativamente para a definição e implementação de estratégias e políticas europeias relacionadas com o património, através de um diálogo estruturado com as Instituições Europeias e a coordenação da Aliança do Património Europeu.


Desde 1 de maio de 2023, a Europa Nostra lidera o consórcio europeu selecionado pela Comissão Europeia para executar o projeto-piloto Hub Europeu do Património Cultural, do qual o Centro Nacional de Cultura é parceiro. A Europa Nostra é também parceira oficial da iniciativa Nova Bauhaus europeia desenvolvida pela Comissão Europeia e é Regional Co-Chair para a Europa do Climate Heritage Network.

 

Sobre a Europa Criativa

Europa Criativa é o programa da União Europeia de apoio aos sectores cultural e criativo capacitando-os de forma a aumentar a sua contribuição para a economia e a sociedade. Com um orçamento de 2,4 mil milhões de euros para o período 2021-2027, o programa apoia organizações que atuam nos domínios do património, das artes cénicas, do cinema, da música e da televisão, entre outros, bem como dezenas de milhares de artistas e profissionais da cultura e do audiovisual.

 

Informação detalhada

Data de publicação
14 de junho de 2023
Autor/Autora
Representação em Portugal