Ir para o conteúdo principal
Representação em Portugal
Notícia25 de janeiro de 2024Representação em Portugal

Um ano e meio de SPEAK For Ukraine: mais de 2.000 refugiados encontram uma nova comunidade através do intercâmbio de línguas e culturas

Na terça-feira, 30 de janeiro de 2024, entre as 16h00 e as 18h00, parceiros e participantes da iniciativa SPEAK For Ukraine reúnem-se no evento “SPEAK For Ukraine: Impacto e Aprendizagens” para debater o impacto desta ação e partilhar boas práticas.

Ucrânia

Na terça-feira, 30 de janeiro de 2024, entre as 16h00 e as 18h00, parceiros e participantes da iniciativa SPEAK For Ukraine reúnem-se no evento “SPEAK For Ukraine: Impacto e Aprendizagens” para debater o impacto desta ação e partilhar boas práticas sobre colaboração em rede para intervenções de emergência. Este encontro, cuja participação é sob convite, terá lugar na Fundação Ageas, em Lisboa.

Hugo Menino Aguiar, CEO do SPEAK, Sofia Moreira de Sousa, Representante da Comissão Europeia em Portugal, João Machado, Presidente do Conselho da Administração da Fundação Ageas, e Sandra Aparício, Responsável de Impacto Social da Galp e da sua Fundação, participam num painel sobre o percurso do programa e o papel essencial desempenhado por todos os parceiros. Durante o evento, relatos em primeira mão por refugiados ucranianos, apresentações, vídeos e testemunhos ilustram como a aprendizagem da língua e o apoio da comunidade contribuíram para a sua integração em Portugal.

O SPEAK For Ukraine foi lançado em 12 de março de 2022, apenas 16 dias após o início do conflito na Ucrânia, com o objetivo de ajudar os milhões de pessoas que foram forçadas a fugir da sua terra natal, capacitando-as através da língua e promovendo o seu melhor acolhimento na comunidade. Um ano e meio depois, mais de 2.000 refugiados em cerca de 20 países na Europa participaram na iniciativa, receberam ferramentas e uma rede de apoio concreto e local. 


O SPEAK lançou a plataforma em conjunto com a Representação da Comissão Europeia em Portugal e com o apoio da Fundação Ageas e da Galp, um exemplo da importância de parcerias. Esta plataforma dinâmica liga voluntários e organizações a refugiados ucranianos que necessitam de apoio linguístico quando chegam aos seus países de acolhimento. O objetivo é quebrar as barreiras linguísticas e criar redes informais de apoio, apoiando assim o seu processo de integração. Continua a ser uma oportunidade para aprender, facilitar grupos e solução para entidades que trabalhem na integração local.

Principais indicadores de impacto do SPEAK For Ukraine:

  • Mais de 2.000 refugiados adquiriram competências linguísticas, permitindo uma integração mais fácil nas suas novas comunidades.
  • O programa chegou a mais de 30 cidades em cerca de 20 países da Europa, promovendo um sentimento de pertença e apoio aos refugiados ucranianos.
  • Na plataforma foram partilhadas 13 línguas, permitindo aos refugiados aprender e comunicar na sua língua preferida.
  • Voluntários e refugiados contribuíram com mais de 6.000 horas de aprendizagem de línguas, sublinhando o compromisso do programa em promover ligações.
  • Em parceria com o SPEAK for Ukraine, a Associação BeHuman promoveu um programa de apoio Emocional e Psicológico a Refugiados e Deslocados de Guerra. O programa impactou no total - 79 pessoas refugiadas da Ucrânia que participaram nas sessões de apoio emocional.

Hugo Menino Aguiar, CEO e cofundador do SPEAK, partilhou a sua perspetiva sobre o impacto e o papel essencial dos parceiros, afirmando: "O percurso do SPEAK For Ukraine tem sido notável. Os nossos parceiros, incluindo a Representação da Comissão Europeia em Portugal, a Fundação Ageas e a Galp, têm sido essenciais para fazer a diferença na vida de mais de 2.000 refugiados em 30 cidades da Europa. Juntos, criámos uma plataforma que não só capacita os refugiados com competências linguísticas, mas também promove um sentimento de pertença e de comunidade, que é essencial em tempos de deslocação."

Sofia Moreira de Sousa, Representante da Comissão Europeia em Portugal, sublinhou: “Desde o início da guerra não provocada da Rússia contra a Ucrânia, milhões de pessoas foram forçadas a sair da Ucrânia. Atuar localmente através da aprendizagem do idioma local e de criar uma rede de relações pessoais no seu acolhimento e integração é uma das formas ao nosso alcance de contribuir para que possam reconstruir as suas vidas. É por isso que a Representação da Comissão Europeia em Portugal se associou à iniciativa SPEAK For Ukraine desde o início. Foi também uma oportunidade concreta de voluntariado e acolhemos alguns grupos nas nossas instalações. Desde o primeiro dia, a União Europeia e os seus parceiros internacionais prestam apoio aos que procuram abrigo e oferecemos uma forte assistência política, financeira e humanitária à Ucrânia e impomos sanções duras contra a Rússia e os cúmplices da guerra. Além das vidas do povo ucraniano, estão a ser postos em causa os valores que defendemos e por isso continuaremos firmes contra a agressão de Putin à Ucrânia.”

Sandra Aparício, Responsável de Impacto Social da Galp e da sua Fundação, afirma: “A Galp é uma grande empresa, e grandes empresas têm grandes responsabilidades, como a defesa de valores como a liberdade, a paz e o humanismo. Logo que a agressão à Ucrânia começou, a Galp eliminou a sua exposição comercial à Rússia e criou um programa de 6,5 milhões de euros em ajuda humanitária, emprego e educação. E não esquecemos a dimensão de integração, como é disso exemplo a nossa participação no SPEAK for Ukraine. Para que aqueles que deixaram para trás a sua terra possam, em Portugal, em paz e liberdade, criar os seus projetos de felicidade. Fazendo da nossa casa, a sua casa” conclui a responsável de Impacto Social da Galp.

João Machado, Presidente da Fundação Ageas, partilhou a sua perspetiva, dizendo: “O SPEAK é um projeto de inovação social bandeira em Portugal e voltou a provar ter capacidade para se adaptar ao seu contexto, quando o mesmo muda. Num momento de aflição, como aquele que vivemos no final de fevereiro de 2022, o SPEAK foi rápido a agir, demonstrando ter estrutura para se adaptar e a confiança do setor público para se assumir como um parceiro-chave na integração de pessoas refugiadas ucranianas em Portugal. Ressalvo ainda a capacidade que o SPEAK teve de criar e executar um plano que não se extinguiu na emergência, mas sim na continuidade do ensino da língua portuguesa e na criação de redes de suporte informal no médio-prazo, perdurando muito para além da bolha solidária típica de situações desta natureza.”

À medida que navegamos a atual crise na Ucrânia, o SPEAK For Ukraine continua a sua missão de capacitar os refugiados e dar-lhes as ferramentas necessárias para reconstruírem as suas vidas. O apoio de parceiros, voluntários e apoiantes foram fundamentais para um mundo onde a língua é uma ponte e não uma barreira.

 

Mais informações: Consultar www.speakforukraine.org ou através do hashtag #SPEAKforUkraine

 

Sobre o SPEAK
O SPEAK é um projeto de impacto fundado em Portugal em 2014 como uma solução para combater a exclusão social de migrantes e refugiados.  A organização tem uma comunidade de 75.000 pessoas em 29 cidades. O SPEAK foi um dos vencedores do European Google Impact Challenge e ficou em 3º lugar no Chivas Venture Tournament, em 2019. Para mais informações, visite o site www.speak.social.

 

 

Informação detalhada

Data de publicação
25 de janeiro de 2024
Autor/Autora
Representação em Portugal